quinta-feira, 19 de abril de 2012

O escritor atormentado.

0




Já passava da meia noite, e ainda estava trancado em meu quarto com a escrivaninha na mão e uma taça de vinho meio bebida ao meu lado. Ao fundo uma lareira tentava em vão esquentar o ambiente, mas tudo o que conseguia era uma tênue luz alaranjada e doentia que contribuía ainda mais para a melancolia do lugar, e me forçava a usar uma lamparina para enxergar meus textos com meus olhos que já começavam a dar sinais de cansaço.

Sei que já deveria está dormindo, mas desde que Camile me deixou não conseguia pensar em mais nada anão ser no trabalho. Ou será que foi o contrario? Bem isso já não importa, agora tudo que me interessa é terminar o manuscrito, sobre as terríveis porem magnificas visões que tive.

Não, não estive em nenhum lugar exceto minha mente (o lugar mais perigoso em que se pode estar), talvez dormindo ou desvanecendo enquanto tragava meu cohiba cubano, presente de um amigo errante e luxurioso, que a tempos não o via, e tão pouco me interessa sua presença, embora ele se acomode esta noite em um dos quartos dos criados. Mas talvez, tudo o que vivi tenha sido real.. Não, já está tudo terminado, e não passa de delírios..Tudo o que me importa esta diante de mim.

Será tão delirante assim e ao mesmo tempo excitante degustar-me com a escrita? Porque ao mesmo tempo me sinto são incapaz quanto o mais humilde dos mortais e tão grandioso e arrogante quanto os deuses de outrora? Será assim uma epifania? Será assim a loucura?

E eu que me pergunto, o porque estou a terminar este prefacio para um leitor que nem ao menos conheço, isso supondo que estas palavras cheguem ao ouvidos e olhos de alguém.. Mas deverei eu por deixar um livro incompleto? Que blasfêmia, nunca me permitirei tal perjúrio. Então fique avisado, caro companheiro de letras, que por ventura leia as próximas palavras. Se não tiver coragem, pare de ler agora, ou arrisque-se a provar sua própria sanidade.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by ThemeShift | Bloggerized by Lasantha - Free Blogger Templates | Best Web Hosting

Licença Creative Commons
Contos Perpétuos is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.